Arquivo da tag: dois homens transando com uma mulher

Sexo a três veja as dicas

Fazer sexo a três exige muita reflexão, cuidado, e alto controle e acima de tudo não se apaixonar por um dos parceiros. Certamente você já ouviu numa rodinha de homens que uma das fantasias mais comuns entre eles (e também entre algumas mulheres) é o ménage à três, ou seja, a relação sexual envolvendo três pessoas. Essa prática sexual, apesar de desejada, causa certa polêmica entre alguns casais, pois, ao mesmo tempo em que pode ser instigante, também assusta. O que é perfeitamente compreensível, afinal, nem todo mundo se sente à vontade para encarar essa aventura.

Para alguns casais essa prática de “sexo a três” é um estilo de vida e eles sentem prazer, se divertem juntos com esse momento. Claro que é muito mais comum a relação a dois, mas há quem goste desse tipo de relação. E foi conversando com amigos, dentre os quais havia dois casais, que um deles disse que já havia tido a experiência com “ménage à três”, mas que não tinha gostado. Sendo assim, os parceiros decidiram, então, não voltar a repetir a situação. Já o outro casal afirmou que se tornou usuário habitual deste tipo de sexo.

Como fazer sexo a três

Comecemos pelo começo. Para participar de um ménage, de duas, uma: ou você é a convidada, ou você é a “dona da festa”. E sim, isso faz muita diferença. A convidada é o centro das atenções, a cereja no topo do sundae. Os outros dois envolvidos estarão loucos para te agradar e vão fazer de tudo para que você fique 100% satisfeita. Ser a anfitriã também é divertido. Principalmente para quem, como Lasciva, tem tesão em ver o namorado transando com outra e adora beijar mulher. “Ser a ‘dona da festa’ requer escolher a convidada certa.

Dou preferência para quem conheço porque acho que transar com quem se tem intimidade é sempre melhor. Porém, se estou na balada com meu namorado e vejo uma mulher bonita, nos aproximamos do ‘alvo’, flertamos e, aos poucos, introduzimos o papo do sexo. Trio formado, é hora de partir para um lugar tranquilo e espaçoso, onde o rala e rola possa acontecer sem estresse e limitações. A melhor maneira para criar o clima é com um drinque. Ou dois. “Mas nada de ficar bêbada, por favor. Você vai precisar ter pique para executar diversas manobras. Também não converse sobre o que está prestes a acontecer.

Para quem nunca participou de um ménage é difícil compreender/imaginar como não sobrar na hora H. Lasciva acredita que o “sexo bonitinho” – organizado, no sex dictionary dela – é o melhor caminho para não ficar chupando… dedo. “Sugiro começar assim: deite ao lado da coleguinha enquanto o guapo acaricia uma, beija a outra. Depois que a pegação começa, os ânimos esquentam e é cada um por si, certo? Nada disso. Ménage é, antes de tudo, trabalho em equipe, companheira! “Inclusão é a palavra-chave do sexo a três. Por exemplo, masturbe uma das pessoas e sugira que a outra continue o movimento.

Ou faça sexo oral em dupla: Enquanto você passa a língua no membro do rapaz, a outra pode sugar os testículos”, sugere Lasciva. A posição mais “inclusiva” é o 69 em trio: todos fazem e recebem sexo oral ao mesmo tempo. “A maior dificuldade que já tive em um ménage foi justamente com uma garota que não conseguia ‘cooperar’ por jamais ter transado com outra mulher. Gente travada corta o clima e põe a perder o que poderia ser a transa mais maravilhosa da sua vida.

Infelizmente, nem sempre todos os momentos do sexo em grupo vão envolver diretamente todos os participantes. Pode ser que dois membros entrem num ritmo próprio, sabe como? Eles adorariam te incluir, mas estão quase gozando. Permita que todos façam o que tiverem vontade, mas sinta-se livre para puxar a mão de alguém e guiá-la pelo seu corpo caso note que a pessoa está um pouco deslocada. “Só não vale ficar emburrada, sentindo-se excluída. Enquanto você espera sua vez, beije, lamba e distribua prazer geral.

É normal haver momentos tensos quando alguém está estreando num ménage. Pode bater uma insegurança, um desânimo, uma bad trip… Sente-se, relaxe, assista aos outros e se masturbe, se sentir vontade. O importante é resolver as suas questões ali, entre quatro paredes e antes de a transa acabar. Quando todos estiverem satisfeitos é hora de desacelerar. Curta o momento sem pressa. “Dependendo da sinergia dos três, dá para trocar confissões, contar o que mais gostou, em que momento sentiu mais tesão. Gosto de dormir em trio para garantir o repeteco na manhã seguinte.