Arquivo da tag: a mulher fica fria quando tira o útero

Como descobrir onde é o ponto fraco da mulher

Esta é uma curiosidade interessante. É bom que o homem queira saber realmente onde está localizado o ponto fraco da mulher. Quando um homem se preocupa em descobrir isto é sinal que ele quer agradar a amada.

Algumas mulheres são mais sensíveis. É bom desde já saber que o ponto fraco varia de mulher para mulher. Algumas são sensíveis em regiões que outras não são. Isto acontece até mesmo com os homens. Algumas mulheres gostam de ser tocadas nos seios. Outras não suportam que os seios sejam apalpados. Há mulheres que gostam de serem tocadas na bunda. Outras detestam. Então vamos descobrir onde é o ponto fraco da mulher.

Onde fica o ponto fraco feminino

Então vamos direto ao que interessa. Como dissemos acima, isto varia de uma mulher para outra. Mas existe um lugar onde todas elas são sensíveis ao toque, a carícia ao menor contato. É o chamado clitóris. Aqui neste blog já falamos sobre ele e sobre a sua sensibilidade. É do clitóris que tudo depende.

Alguns homens ainda cometem o erro de não investir no clitóris da mulher. Para se chegar lá é precisa que vá devagar. Afinal o clitóris fica localizado na parte superior da vagina. Precisa um bom aquecimento para poder tocar lá. Nuca de uma vez. Sempre devagar ou devagar e sempre.

Como estimular o clitóris

Após uma boa sessão de beijos e afagos você já pode percorrer sua mão mais a vontade pelo corpo dela. Faça lentamente o trajeto até a região desejada. Chegando na vagina, toque suavemente a parte superior onde está o clitóris. Comece  tocar lentamente mas depois toque mais forte um pouco. Faça movimento no clitóris dela para cima e para baixo. Faça também movimento circulares. O ponto fraco mais popular da mulher é ali. Não há outro igual.

Outras dicas você pode ver em nosso artigo como deixar uma mulher excitada.

Como fica a mulher após retirar o útero

Histerectomia é o nome do procedimento cirúrgico no qual se tira o útero da mulher. A cirurgia normalmente é comum sem muitas complicações no pós-operatório. É comum que alguns mulheres tenham ao longo da vida alguns problemas de saúde que levam a retirar este órgão.

útero

Como fica a mulher após retirar o útero

Alguns médicos afirmam que a retirá-lo não muda nada na vida da mulher. Muitas dizem que perdem um pouco da feminilidade e se queixam de frigidez sexual. O caso mais relatado é o aumento de peso. Algumas falam que a cirurgia de retirada do útero faz com que elas engordem. Esta discussão é cheia de controversa. Enquanto médicos e especialistas garantam que retirar não afeta a vida sexual, muitas mulheres dizem que afeta sim. Elas dizem que suas vidas sexuais não são mais como antes.  Aqui no dicas claras a gente sempre busca um meio natural para toda e qualquer finalidade. Daqui a pouco vamos dar a dica para ficar taradinha e emagrecer com saúde.

CLICK AQUI E ACESSE NOSSA LOJA. PRODUTOS QUE VÃO MELHORAR SUA VIDA SEXUAL

Menstruação depois de retirar o útero

Depois de retirá-lo o a mulher não vai menstruar, uma vez que a menstruação é o fluxo de sangue liberado pela descamação da camada uterina. A histerectomia (cirurgia de remoção do útero) pode ser total ou parcial. Quando ela é parcial ou subtotal, o colo do útero permanece e, nesse caso, se restar algumas células desse endométrio, a mulher pode ter algum sangramento parecido com o da menstruação. Na histerectomia total, além do útero, é retirado o colo do útero e então não haverá esse sangramento.

Falta de desejo pode estar ligada a retirada do útero

Com a expectativa de vida aumentando, a mulher vive mais a fase da pós-menopausa. Após os 40 anos de vida, o organismo da mulher começa progressivamente a ser preparado para o período da menopausa. Os hormônios sofrem modificações progressivas para o processo da menopausa natural. As mulheres que sofrem histerectomia (retirada do útero) entram abruptamente na menopausa. Dados estatísticos da literatura médica internacional indicam que grande número de mulheres sofre histerectomia a cada ano, incluindo a ooforectomia bilateral (retirada cirúrgica dos dois ovários).

Quando o útero e os ovários são retirados, ocorre de imediato o declínio dos níveis sanguíneos dos hormônios estrogênios e androgênios, que são acompanhados por uma série de sintomas intensos, incluindo fogachos, suores, distúrbios do sono, ressecamento vaginal, e perda do desejo sexual. Os níveis de testosterona no sangue são reduzidos pela metade nessas mulheres. Todos esses sintomas comprometem a saúde e qualidade de vida da mulher. Muitos médicos informam as suas pacientes do aparecimento de sintomas acentuados da menopausa após a retirada do útero e dos ovários.

Infelizmente, pouca atenção é dada à possibilidade de alterações do desejo sexual após essas cirurgias. Estudos demonstram que 30 a 50% das mulheres tiveram redução do desejo sexual após a histerectomia com retirada cirúrgica dos dois ovários. A redução do desejo sexual foi significativamente maior entre mulheres que sofreram a retirada do útero e dos ovários e em menor prevalência para as mulheres que se submeteram apenas a retirada do útero. Problemas sexuais podem ser desenvolvidos em mulheres devido a modificações fisiológicas e psicológicas induzidas pela cirurgia. Portanto, é de grande importância informar as mulheres das possíveis alterações da função sexual antes e após a cirurgia e dar as recomendações apropriadas para manter a saúde e o desejo sexual.

Veja mais doideiras FAÇA SEU PINGOU COMEU CASEIRO